O Jardim das Oliveiras, como está?

Paciência – Durante a plenária, Marinho pediu paciência à população, e enfatizou a importância dos moradores abrirem suas casas para os técnicos nos próximos dois meses, período em que será feito o estudo do solo. “Não colocaria a vida de vocês (famílias do Jardim da Oliveiras) em risco em hipótese alguma. Se estamos dizendo que vocês podem continuar vivendo aqui é porque isso ficou provado cientificamente. Esse novo estudo irá retificar isso para a Justiça, e é preciso que cada um abra a sua casa e deixe os técnicos trabalharem.”

Até hoje, a proposta do Ministério Público é que todas as famílias sejam removidas do bairro e ressarcidas do prejuízo.

Foi isso que Luiz Marinho disse em reunião e o Geólogo. Passaram-se os 2 meses e pergunto a certos candidatos a vereadores, que estavam no local e ao próprio prefeito, qual a situação do Jardim das Oliveiras?

Foi por este motivo que a UPA Alvarenga/União foi construída, para que não houvesse envenenamento e não pudessem socorrer. Temos a UPA que assegura a vida dos 800 habitantes do local, mas não temos os dados de que eles não precisarão mudar realmente do local.

 

 

One response to this post.

  1. Posted by Mariá Cardoso on 23/09/2013 at 14:45

    Política e ambientalismo andam na contra mão.

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: